Total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Biografia: Alternar Zine

ALTERNAR ZINE

BIOGRAFIA

O Alternar surgiu em 1997, mais precisamente em dezembro, quando foi lançada a 1ª edição. Este número tem matérias com Stiff Little Fingers, Scene Report da então emergente cena do estado do Espírito Santo, reviews, colunas e uma grande entrevista com o Agnostic Front, quando a banda esteve pela 1ª vez no Brasil, realizada no Black Jack Bar, local do show. A 2ª edição foi lançada em maio de 98, com uma evolução clara, boa diagramação e maior número de páginas. Nesta edição tem matérias/entrevistas exclusivas com Klasse Kriminale, Desmond Dekker, Sangue de Rua, Rotten Records, 4 Skins, The Meteors, além das reviews, colunas...

A 3ª edição, lançada em novembro de 98, mostra um passo a mais na evolução do zine, ganhando cada vez mais numa melhor diagramação e conteúdo, com um número maior de matérias exclusivas. Nesta edição temos Os Catalépticos, Toy dolls, Bad Manners, The Templars, Last Resort, Brain Bats, West Side Boys, quadrinhos, resenhas...No ano seguinte o zine entra de “férias” que dura até 2002, quando é lançada a 4ª edição.

Neste retorno a qualidade do zine aumentou muito em termos de diagramação. E para comemorar a volta, matérias com The Jam, Brian Setzer Trio, Godless Wicked Creeps, Steve Jones, Revolta Urbana Zine, História do Psychobilly na Holanda e muito mais...O número 5 é lançado em 2003 com matérias/entrevistas com Adicts, Generation X, Wrecking Dead, Swinguin’Utters, Skizoyds, Tributo ao Joe Strummer, Drunkabilly Records, Scene Report da Dinamarca, além das reviews...E em 2005 foi lançada a última edição impressa até hoje, inclusive teve uma pequena quantidade com uma capa em papel especial, que virou item “raro” pra quem colecinou o zine até agora! E matérias com Social Distortion, 12 Steps Rebels, Gorilla, Street Dogs Rec., Tim Burton, Skunk Zine...

A maioria das pessoas não sabe das dificuldades em editar um zine impresso no Brasil, se lá fora a cultura dos zines é bastante respeitada, o mesmo não acontece aqui, fica inviável distribuir um zine na maioria das vezes por que dificilmente você consegue “patrocinadores” pra ajudar a bancar, o dinheiro sempre saí do bolso (e tirando o fato que aqui as pessoas não compram zines, querem de graça!) tempo disponível etc.etc,etc...Mas quem faz/ou fez zine um dia sabe disso muito bem, não é novidade.No final o que conta é satisfação, orgulho, prazer de fazer o que gosta, é isso. E espero lançar mais zines impressos se possível um dia! Por enquanto o Alternar estará mais vivo do que nunca aqui! Saúde e Paz!

E finalizando, obrigado:Luciana, Paula Harumi, Renato Santos, Yuri Valpetri e Francesco Coppolla pelo apoio ao zine em muitos momentos!!! Sem vocês o zine não existiria...

Um comentário:

  1. Que a Múmia de GG Allin abençoe este Blog
    Ha!Ha!Ha!

    Renato

    ResponderExcluir